CDS Covilhã acusa candidata do PS de xenofobia

O Partido do Centro Democrático Social Covilhã acusa a candidata à assembleia de freguesia de aldeia de São Francisco de Assis com o apoio do Partido Socialista de xenofobia.

Na base destas acusações está o comportamento da candidata no debate numa rádio Local que segundo o CDS foi de humilhação e gozação face ao candidato do CDS, um luso descendente que durante vários anos residiu na Venezuela.

Para o CDS, o comportamento revela uma falta de respeito a todos os que emigraram e regressaram agora às suas terras e a todos os portugueses que não residem em Portugal. Um debate em que foram proferidas declarações que o CDS entende como xenófobas.

“Um comportamento que não é digno de um candidato”, referiu em conferência de imprensa Adolfo Mesquita Nunes que espera “que o PS retire o seu apoio a Joana campos, até porque historicamente o Partido Socialista é um partido pluralista”.

De referir ainda que o debate com os candidatos à Assembleia de Freguesia da Aldeia de S. Francisco de Assis está marcado para o dia quatorze de Setembro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *