Vitor Pereira: “A maioria absoluta está ao nosso alcance”

Foi desta forma que Vitor Pereira, que se recandidata ao cargo de presidente da Câmara Municipal da Covilhã, terminou o seu discurso no jantar comício deste sábado à noite no Pavilhão da ANIL (Associação Nacional dos Industriais de Lanifícios) e que segundo a organização contou com mais de 2000 participantes.

Na intervenção feita durante o jantar, o candidato chamou atenção para as dificuldades políticas que enfrentou nos últimos 4 anos, uma situação que só se resolve com “uma maioria expressiva” no próximo dia 1 de Outubro, e que para isso acontecer é necessário “um voto massivo” nas listas do Partido Socialista. Afirma que não quer uma maioria absoluta para si, “mas para poder construir consensos e ser agregador”, sem “nunca desprezar a oposição”.

A terminar um mandato em que “fizeram e pagaram, e pagaram ainda o que outros fizeram empurrando a dívida com a barriga para a frente”, Vítor Pereira recordou que arrumou financeiramente a casa e devolveu capacidade operacional à autarquia, que “não pode e não deve voltar ao passado”.

Recordou episódios que não podem voltar a acontecer, como a forma como ocorreu o encerramento do espaço das idades, situações a que os covilhanenses deram resposta há 4 anos “com uma derrota nas eleições. Vivia-se um cenário de terror e vingança e por isso o concelho deve dar aqueles que de novo querem voltar uma derrota histórica e arrasadora”, disse Vitor Pereira. A falar ainda sobre os idosos, Vítor Pereira afirmou que vai continuar “a cuida-los” no próximo mandato, e para isso pretende abrir uma extensão do Centro de Atividades em todas as freguesias. Para os jovens reiterou o compromisso de habitação com arrendamento a custos controlados no centro histórico, uma zona que irá merecer especial atenção com vários projetos para a sua revitalização. O turismo será aposta para continuar num próximo mandato, garantiu ainda o candidato do PS. Irá continuar a “dar vida à Serra da Estrela” com a construção de miradouros e percursos pedestres. A grande batalha será a fixação de empresas e criação de postos de trabalho para “acabar com a sangria de população”, disse Vitor Pereira.

A terminar 4 anos, em que fizeram o que “humanamente era possível” para resolver os problemas dos covilhanenses, mostrou a certeza de que com a sua continuidade à frente do município irão continuar a dar as respostas certas aos covilhanenses. Neste jantar comício, Vitor Pereira esteve acompanhado por Jorge Lacão, dirigente nacional do partido que elogiou as qualidades humanas e políticas do candidato na Covilhã.

João Casteleiro, candidato à Assembleia Municipal pelo PS, seguiu o discurso do atual presidente da Câmara Municipal da Covilhã e elogiou ainda o facto de Vitor Pereira estar sempre disposto a ouvir, e apesar da “euforia da campanha não promete o céu para conquistar votos”.

O líder da concelhia do partido e candidato à União de Freguesias da Covilhã e Canhoso sublinhou a união do PS. Uma união que há 4 anos lhes deu a vitória, e que “será reforçada a 1 de Outubro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *