Gabinete de apoio à vítima começa itinerância em janeiro

A Coolabora, cooperativa de intervenção social, vai desenvolver as suas atividades em todas as freguesias do concelho da Covilhã a partir de janeiro. Trata-se de descentralizar serviços, “um sonho antigo da cooperativa” que agora tem pernas para andar”, diz Graça Rojão, responsável da instituição.

Este é um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo de 2016, a aquisição de uma viatura para esse efeito, sendo que, entretanto, a instituição teve essa oferta da Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade. Como tal, a Coolabora e o município da Covilhã chegaram a um entendimento e “os 25 mil euros previstos no Orçamento vão para os recursos humanos que estarão no terreno”.

Este é um projecto elogiado por Vítor Pereira, Presidente da autarquia covilhanense, afirmando que “há mais vida para além da cidade” e “também nas restantes vilas e aldeias do concelho é necessária a intervenção da Coolabora”. Para o autarca é “importante ter como parceiros associações que complementam o trabalho, as competências e as atribuições da Câmara”.

O Gabinete de Apoio à Vitima itinerante da Coolabora vai começar a funcionar em Janeiro. O protocolo assinado com o município no âmbito do Orçamento Participativo é no valor global de 25 mil euros, com a duração de 20 meses, verba que servirá para cobrir os custos com recursos humanos afetos a este projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *