Pelo menos 31 mortos nos incêndios de Domingo

Pelo menos 31 pessoas morreram nos mais de 500 incêndios que deflagraram no domingo, o pior dia do ano em incêndios florestais, segundo o último balanço efectuado ao fim da manhã desta segunda-feira pela adjunta da Autoridade Nacional da Protecção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar.

Patrícia Gaspar especificou que as vítimas mortais foram encontradas nos distritos da Guarda (2), Coimbra (12), Viseu (16) e Castelo Branco (1).  A esta hora não é possível saber detalhes sobre as circunstâncias em que ocorreram estas mortes. Esta é a síntese possível dos casos já confirmados.

Coimbra

Penacova: 2 mortos

Duas pessoas morreram num incêndio em Vale Maior (Penacova), confirmou Patrícia Gaspar. Uma fonte autárquica disse à Lusa que as duas mortes ocorreram devido ao fogo que teve origem na manhã de domingo no concelho da Lousã, na povoação de Vale Maior, concelho de Penacova e distrito de Coimbra. Patrícia Gaspar avançou que as duas pessoas foram encontradas num barracão agrícola.

Oliveira do Hospital: 5 mortos

Sem avançar pormenores, a Protecção Civil confirmou a existência de cinco vítimas mortais em Oliveira do Hospital, dois dos quais em Vila Pouca, um em Nogueira do Cravo e mais um em Quinta de S. Pedro.

Coja: 1 morto

Uma pessoa morreu em Cerdeira, Coja, distrito de Coimbra.

Tábua: 2 mortos

Ao final da manhã, o balanço da Protecção Civil apontava para duas vítimas mortais na Quinta da Barroca e um desaparecido.

Arganil: 2 mortos

De acordo com a ANPC, registam-se duas mortes em Arganil, no distrito de Coimbra.

Viseu

A25 (Estação de serviço de Vouzela): 1 morto

O comandante dos bombeiros de Oliveira de Frades, Fernando Farreca, confirmou ao Jornal de Notícias que uma pessoa morreu após um choque na A25, junto à estação de serviço de Vouzela, no sentido Viseu-Aveiro, onde havia carros em contramão. Segundo o jornal, a vítima mortal era uma jovem de 19 anos que estava grávida.

Nelas: 1 morto

Já na madrugada desta segunda-feira, a adjunta da Protecção Civil confirmou a existência de uma sexta vítima em Nelas (distrito de Viseu), tratando-se uma pessoa que estava dada como desaparecida. De momento, não se conhecem mais dados sobre o caso.

Vouzela: 4 mortos

O presidente da Câmara de Vouzela avançou na manhã de segunda-feira a notícia da morte de quatro pessoas, todas residentes na aldeia de Ventosa. Três das vítimas foram encontradas dentro das suas casas e a outra, na via pública. “Para já, são quatro mortos, mas ainda estamos a fazer a avaliação. Também continuamos com frentes de fogo activas”, disse à Lusa.

Santa Comba Dão: 5 mortos

O número de vítimas mortais ascende a cinco (um em São Jorge) em Santa Comba Dão e há um desaparecido, também segundo a ANPC.

Carregal do Sal: 2 mortos

Duas pessoas morreram em Carregal do Sal, indica o último balanço da Protecção Civil.

Tondela: 3 mortos

Em Tondela, distrito de Viseu, há registo de três vítimas mortais.

Castelo Branco

Sertã: 1 morto

Uma pessoa morreu num incêndio no concelho da Sertã. Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco, o morto é um civil cujo corpo foi encontrado na localidade de Vale do Laço. Na mesma localidade, também devido ao incêndio, registaram-se três feridos.

Guarda

No distrito da Guarda morreram duas pessoas.