Estudante da UBI apresenta primeiro doutoramento nacional em Design de Moda

Clara Fernandes faz um retrato da importância do empreendedorismo no sector e avança com uma plataforma online para ajudar os criadores a desenvolverem o seu negócio.

A importância de incentivar o espírito empreendedor entre os estudantes e profissionais do sector da Moda é uma das principais conclusões da primeira tese de Doutoramento em Design de Moda desenvolvida em Portugal e defendida na Universidade da Beira Interior (UBI).

Clara Fernandes é a autora da investigação onde é identificada a relevância de divulgar o empreendedorismo aos estudantes e depois de terminada a formação académica. No âmbito da realização da tese foi criada uma plataforma online que está já disponível para favorecer o contacto entre os profissionais da indústria Têxtil e do Vestuário (ITV) e especialistas da área dos negócios.

“O objetivo é dar resposta às necessidades realçadas pelos estudantes inquiridos, mas também pelos profissionais e criadores da área entrevistados no decorrer do trabalho. A criação desta plataforma, ainda que numa versão beta, é o primeiro passo dado no sentido de aplicar os resultados obtidos e assim contribuir, ainda que de forma modesta, para o desenvolvimento do empreendedorismo na área do Design de Moda”, explica Clara Fernandes.

Uma das mais-valias do Doutoramento, cuja prova decorreu em julho, será o contributo para a evolução do sector, através da aplicação de uma filosofia que permita criar mais-valias para os profissionais e o tecido empresarial.

A tese teve orientação da docente do Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis (DCTT), Madalena Pereira, e coorientação de Maria José Madeira, do Departamento de Gestão e Economia.

A tese de Clara Fernandes completa o ciclo de diplomados pela UBI em Design de Moda no departamento, onde funcionam os três ciclos de estudos: Licenciatura, Mestrado e Doutoramento.

A existência do 3.º Ciclo, em parceria com a Universidade do Minho, tem uma importância “enorme”, classifica Rui Miguel, presidente do DCTT, “pois valida e consolida as competências científicas e pedagógicas do Departamento na área do design de moda”. O Doutoramento permite aprofundar a investigação, dando sequência ao que se tem vindo a fazer nos dois Mestrados do Departamento. “Assim, as atividades do DCTT, nesta área, vão desde o ensino do “saber pensar e saber fazer” até ao patamar da investigação científica”, refere o docente.

Foto: UBI (Site Oficial)