Mutualista covilhanense lança estimulação cognitiva ao domicílio para seniores

O novo projeto para combater as demências destina-se aos utentes do Serviço de Apoio Domiciliário e pretende retardar o declínio de habilidades cognitivas e, por conseguinte, a institucionalização

“Mental Gym em Casa” é o nome do projeto que arranca em novembro, será gratuito, vai levar com regularidade a psicóloga da Instituição a casa dos utentes, com exercícios e dinâmicas personalizados a cada um, com o objetivo de preservar habilidades cognitivas essenciais para que possam continuar durante o máximo de tempo possível a realizar autonomamente as suas atividades quotidianas. O objetivo é evitar ou adiar a institucionalização, promovendo o “envelhecer em casa”.

A Instituição está já a realizar avaliações aos primeiros utentes que vão integrar o “Mental Gym em Casa” e que passarão a realizar estimulação cognitiva uma vez por semana. Cada sessão terá uma duração média de 40 minutos.

“A sociedade em geral e as instituições em particular, que atuam na área da 3ª Idade, têm de se saber adaptar aos novos desafios que nos são colocados no que respeita à longevidade, ao envelhecimento ativo e à crescente tendência do “envelhecer em casa”, criando respostas não só para o bem-estar físico dos nossos seniores, como também para a sua saúde mental”, afirma o Presidente da Direção da Mutualista Covilhanense, Nelson Silva. “Ao alargarmos a assistência que prestamos ao domicílio com este programa, estamos a dar passos importantes nesse sentido, combatendo as demências e melhorando a qualidade de vida das pessoas”, acrescenta o dirigente.

Por: Gina Almeida