Técnicos de saúde em greve

Os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT) vão estar em greve dia 29 de outubro, segunda-feira, e foi decretada pelas quatro forças sindicais que representam a luta destes profissionais

Os TSDTs são constituídos por 18 profissões e abrangem áreas como as análises clínicas, a radiologia, a fisioterapia, a farmácia, a cardiopneumologia, entre muitas outras, num total de cerca de 10 mil profissionais em exercício nos serviços públicos de saúde.

A greve afetará praticamente todos os serviços de saúde, com especial incidência nos blocos operatórios, altas e internamentos hospitalares, diagnósticos diferenciados em todas as áreas de intervenção clínica, planos terapêuticos em curso e distribuição de medicamentos

Os sindicatos do setor exigem que a tutela aceite as propostas dos Sindicatos de tabela salarial, que apenas refletem as regras legais, e a sua aplicação a 1 de janeiro de 2018 e que concorde com regras de transição propostas pelos Sindicatos, que incluam a colocação de TSDT em todas as três novas categorias da carreira revista.

Estes profissionais exigem o correto descongelamento das progressões, independentemente do vínculo laboral; a admissão de todos os TSDT cujas necessidades estejam identificadas; respeito pela autonomia Técnica Científica dos TSDT, com gestão da prestação de cuidados nas suas áreas, quer ela seja estratégica, tática ou operacional, pelos TSDT´s, através da sua hierárquica própria, sendo devidamente remunerados pelas funções exercidas e o fim de todas as bolsas de horas ilegalmente constituídas.

Por: Gina Almeida