UBI cria residências científicas

A Universidade da Beira Interior (UBI) criou Programa de Residências Científicas Internacionais (PRCI), com o objetivo de aumentar a qualidade da investigação que se faz na academia, impulsionando ao mesmo tempo o sistema científico nacional.

O programa surge, escreve a UBI no seu site oficial devido “ao aumento do número de solicitações por parte de investigadores sediados no estrangeiro para realizarem trabalho académico na UBI”.

O PRCI encontra-se já em vigor e permitirá oferecer as melhores condições de acolhimento a investigadores estrangeiros ou portugueses com residência e atividade permanente no estrangeiro.

A Residência Científica pode iniciar-se em qualquer altura do ano, para uma estadia mínima de 1 mês e a duração máxima de 12 meses. Os investigadores acolhidos na UBI terão possibilidade de ficarem instalados nas residências dos SASUBI.

Com o Programa A UBI “prevê alcançar importantes proveitos científicos para professores, investigadores e estudantes da UBI, que beneficiarão da fusão multicultural, que terá origem na interação com os investigadores internacionais, criando um ambiente de investigação cosmopolita”.

Por: Gina Almeida