Recolha de matérias recicláveis aumenta na região

A Resiestrela registou em 2018 um crescimento de 6% na recolha seletiva de materiais recicláveis, cerca de mais 299 toneladas, e com o apoio do POSEUR, investiu 356 mil euros na aquisição de 900 contentores para novos ecopontos.

Em nota de imprensa a empresa dá conta que “continua a apostar na rede de recolha seletiva” e está a proceder “à implantação de cerca de 300 novos conjuntos de ecopontos (vidrão, papelão, embalão e pilhão), num investimento total de cerca de € 356.100”. No documento lê-se que o objetivo é “melhorar o nível de serviço prestado pela empresa, aos cerca de 187 mil cidadãos dos municípios utilizadores do sistema”. O investimento leva a um “aumento em 28% da disponibilidade de ecopontos para a deposição de papel/cartão, vidro, embalagens de plástico e pilhas usadas.

Em 2018, a Resiestrela recolheu mais de 5.505 toneladas de matérias. A recolha de embalagens de vidro registou um aumento de 3,2%, o papel/cartão 8,3% e as embalagens de plástico/metal um aumento de 5%, “no que constitui o maior crescimento verificado nos últimos anos no sistema”, frisa a empresa.

A empresa realça ainda que para “os resultados alcançados contribuiu, em muito, o empenho de todos os cidadãos que já aderiram à recolha seletiva e que diariamente fazem a correta separação e deposição das suas embalagens usadas”.

Contribuiu também “o reforço do sistema de recolha seletiva de embalagens implementado pela Resiestrela, com a instalação de novos 300 conjuntos de ecopontos nos 14 municípios utilizadores, disponibilizando 1 ecoponto por cada 145 habitantes”.

A Resiestrela S.A. também efetua atualmente um Serviço de Recolha Porta a Porta de materiais recicláveis, em áreas dos municípios da Guarda, Covilhã, Fundão, Belmonte, Penamacor e Sabugal, tendo este serviço sido estendido e alargado aos municípios de Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Mêda, Pinhel e Manteigas, no início do mês de março de 2019, ficando também abrangidos os municípios de Almeida e Trancoso.