Adesões à luta transfronteiriça contra as portagens estão a crescer

A adesão de instituições à Tribuna Pública Transfronteiriça de amanhã estão a crescer, anuncia a plataforma de luta contra as portagens na A23 e A25, em nota de imprensa. A tribuna vai ter lugar a 15 de maio, às 11h00, em Vilar Formoso, sob o lema “Pelo Interior – Repor as SCUTs, Abolir as Portagens na A23 e na A25”.

Uma luta que irá “juntar população e empresários de Portugal e Espanha” para reiterar que “a luta só irá parar quando a abolição das portagens for uma realidade”. Luís Garra que integra a plataforma em nome da União dos Sindicatos de Castelo Branco, avisa que “não é com reduçõezinhas que nos calam”.

Segundo a organização, já aderiram à ação de amanhã o Comité Sindical Inter-Regional de Castilha e Leon/Beiras, Nordeste de Portugal, que é composto pelas Comissiones Obreras, UGT de Espanha, CGTP-IN e UGT de Portugal. Também a organização empresarial regional CECALE, de Espanha e a Associação Empresarial de Covilhã, Belmonte e Penamacor “deram o seu apoio à mobilização”. A organização salienta ainda que “vários autarcas disseram que, a título pessoal, iriam procurar marcar presença”.

Na tribuna haverá intervenções das entidades que integram a Plataforma e das organizações presentes. Nesse dia será anunciada a forma de intervenção da Plataforma, na batalha eleitoral das legislativas e serão tornadas públicas novas ações públicas.