Verdinho: “ Não venci concurso com “amiguismos” ”

O Antigo “Verdinho”, no centro cívico da Covilhã, deu lugar a “Estrela Nevada” que abriu portas no domingo. Um conceito inovador que promete ser uma mais-valia, “caso contrário não estaríamos aqui” garantiu na inauguração o empresário Manuel Quintela, que investiu no novo espaço perto de 200 mil euros e criou 6 postos de trabalho. O empresário apresenta o novo espaço como um “conceito inovador que não existia na cidade”, com dois espaços destintos, um destinado à degustação, e outro à venda.

No momento de abrir portas ao público, Manuel Quintela não esqueceu as polémicas que rodearam esta sua aposta. Garante que “não foi com “amiguismos” que venceu o concurso”, mas sim com garantias de “fazer obras em espaço público e com capitais próprios, num processo transparente”, porque não é “homem de esquemas”, garantiu. Aos que o criticaram, e dizem “eu também fazia”, pergunta “se não fazem obras na própria casa, que está ultrapassada, faziam na casa do povo?”, uma questão que deixou no ar sem nunca se referir a nomes. Lamenta que não seja possível ampliar mais o espaço e promete “qualidade sem “escaldar” o cliente”.

O empresário, que tem espaços semelhantes na Serra da Estrela e em Castelo Branco, mostra-se convicto que, “tal como aconteceu com outras casas que abriu” num primeiro momento os “vizinhos” não gostaram, mas acredita que dentro de no máximo dois anos todos se vão convencer que é “uma mais-valia”.

Na inauguração do espaço esteve o Comendador Rui Nabeiro, amigo de longa data de Manuel Quintela, que traçou os mais rasgados elogios ao espaço, mostrando-se convicto que “o profissionalismo e a forma de estar do proprietário vão contribuir para o bem comunidade”.

Vítor Pereira, presidente da Câmara Municipal da Covilhã, considerou esta inauguração “simbólica do novo dinamismo do centro da cidade”. Sobre o estabelecimento considerou que “mostra a astúcia do empresário que viu aqui uma oportunidade”. O autarca mostrou-se convicto que o espaço “é e será uma referência no centro, trazendo para aqui mais gente”.