Governo chumba pedido de exploração na Serra da Argemela

Segundo a edição desta terça-feira do Jornal Público, que cita João Galamba, secretário de Estado da Energia, a “empresa que tem concessão para prospeção e pesquisa de vários minérios na Serra da Argemela, vai ver recusado o pedido para aprofundar trabalhos, por não ter ainda estudo de impacto ambiental”.

Uma decisão que o próprio Secretário de Estado comunicou ao Grupo Pela Preservação da Serra da Argemela (GPSA), anuncia o grupo que salienta “o empenho das Câmaras Municipais da Covilhã e Fundão, bem como todos os Presidentes de Juntas de Freguesia” na luta contra a exploração mineira daquela serra.

Recordar que em causa está um pedido concessão, a título experimental, que abrange uma área aproximada de 7,8ha, por um período de 5 anos.

O GPSA “congratula-se” com a decisão, pois considera que “é aquela que, no momento melhor defende os interesses das populações, uma vez que vem finalizar o processo de concessão de exploração experimental”. Garante que “apesar de estar vencida uma fase”, continuará atento ao “seguimento do processo e a diligenciar no sentido de salvaguardar qualquer novo pedido que venha a surgir”.