AECBP com nova direção

Diminuir a divida que ascende a 230 mil euros e “dar vida” à Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor (AECBP), são as duas grandes metas da direção que foi eleita na última Sexta-feira.

Henrique Gigante, que lidera o novo projeto, disse á Rádio Covilhã que todas as medidas a tomar “terão sempre em linha de conta as finanças da instituição”.

O saneamento financeiro é a grande preocupação, um dossier em que estão já a trabalhar “para com muita criatividade ir buscar novas receitas, porque estar das verbas da formação, coloca a instituição com a corda no pescoço como se encontra”, refere

Um quadro difícil que levou o elenco diretivo a decidir-se pela não nomeação de um diretor executivo, uma vez que “a atual realidade financeira e a inatividade não justificam essa nomeação”, o responsável explica que “as várias pastas irão ser distribuídas por elementos da direção que trabalharão em conjunto para a gestão”.

O grande objetivo para os 3 anos de mandato, adianta, é colocar a AECBP no patamar que merece, “recuperando sócios para voltar à força que a Associação teve e que perdeu”, afirma.

Henrique Gigante reconhece que vai ser “uma luta tremenda” mas mostra-se convicto que tal “será feito no prazo de 3 anos”.

No terreno estão “a auscultar os associados para elaborar um diagnóstico dos 3 concelhos e só depois tomarão decisões concretas para iniciativas a realizar”, explica o presidente.

Em suma, Henrique Gigante garante que “Ir ao encontro das necessidades dos associados e chamar os empresários que se afastaram da Associação para ganhar força são as grandes prioridades” da direção eleita na última sexta-feira para conduzir os destinos da AECBP nos próximos 3 anos.

As dificuldades financeiras “dificultam a elaboração de um plano de atividades mais amplo”, mas afirma que há ações que poderão desenvolver desde já, como estar ao lado dos que lutam pela abolição das portagens na A23 e A25, que “não são uma barreira não só para os empresários mas para todos”, de resto mostram-se disponíveis para estar ao lado da Plataforma pela Reposição das Scuts.

A AECBP tem cerca de 700 associados nos 3 concelhos, a tomada de posse do novo elenco diretivo deve acontecer no final do mês.

Por: Gina Almeida