“Um gesto que deve ser replicado”

Afonso de Bragança, em representação da Casa Real Portuguesa, esteve no fim-de-semana a participar em ações de reflorestação na Serra da Gardunha e na Serra da Estrela. A organização desta visita foi da Real Associação da Beira Interior, com o apoio dos municípios do Fundão e da Covilhã.

O denominado “Príncipe da Beira”, disse à Rádio Covilhã que escolheu este local, “pela paixão” que tem pela Beira, esperando que “muitas mais pessoas imitem o seu gesto”, acrescentando que o objetivo desta sua vinda foi “chamar a atenção para este património natural que existe”, e mostrar “o que ficou depois dos incêndios”, tendo a noção de que quem “participa e vem ao terreno fica com a imagem real da tragédia”.

No domingo de manhã, um grupo de jovens escuteiros participou na reflorestação, na “Mata Nacional da Covilhã”, onde foram plantadas cerca de 1200 árvores, uma cooperação enaltecida por Afonso de Bragança, que pediu “mais apoio”, para que mais ações como esta se possam realizar.