CMC: Documentos em papel até aprovação do novo regimento

Em tempo de desmaterialização a Câmara Municipal da Covilhã vai continuar a enviar a documentação de suporte às reuniões de câmara e convocatórias em papel, “pelo menos até aprovar o novo regimento”, esclareceu Vítor Pereira, presidente da autarquia, justificando que essa “foi uma exigência do vereador Carlos Pinto”, para quem continuarão a enviar “toda a correspondência por protocolo”. Já Adolfo Mesquita Nunes, CDS-PP, “irá receber uma Pen drive com as informações”, uma vez que “foi o acordo a que chegámos”, explicou ainda o autarca.

Um acordo que não foi possível realizar com Carlos Pinto, uma vez que este “verbalizou na reunião que na era da desmaterialização não se justifica o papel”, mas ao mesmo tempo “exige o protocolo”, justifica Vítor Pereira.

O autarca explica que esta é uma situação a manter “até á aprovação do novo regimento”, que já foi distribuído aos vereadores para análise. A vontade da maioria é que a consulta de documentos “seja feita remotamente por VPN”. Uma situação que só se verificará após a aprovação, em reunião de Câmara, da “nova redação do regimento”, garante o edil.