Conservatório com ensino integrado

O Conservatório da Covilhã é a única escola do interior do País com ensino integrado da música e dança. Uma valência que irá funcionar já no próximo ano letivo.

O Ministério da Educação (ME) já autorizou a abertura de turmas. O Conservatório tem abertas as inscrições para uma turma de 5º ano e aguarda o resultado a uma candidatura financeira “para que este tipo de ensino seja ainda mais atrativo”, disse à Rádio Covilhã Carlos Salazar, diretor pedagógico da escola.

Em relação ao ensino artístico especializado em regime articulado, o ensino integrado tem a vantagem de todas as disciplinas serem ministradas no mesmo estabelecimento, “o que é muito vantajoso”, avança o responsável

O ensino articulado recorde-se, é gratuito. As disciplinas de componente geral são ministradas na escola, e as de componente vocacional na área da música ou dança, no Conservatório. Com o ensino integrado os alunos têm todas as disciplinas no Conservatório. Quanto à gratuitidade “depende dos resultados da candidatura financeira”, diz Carlos Salazar.

Esta foi “solução que o Conservatório encontrou” para dar resposta à muita procura que existe no ensino articulado, “que todos os anos deixava de fora cerca de 30 alunos por falta de vagas, a que não era possível dar resposta, uma vez que o ME não autoriza mais lugares”, refere o diretor pedagógico que realça ainda o facto de que “no ensino articulado apenas se tem em atenção “a aptidão artística” para a seleção de alunos, na equação não entram componentes sociais, como o rendimento das famílias.

O Conservatório da Covilhã vai abrir no próximo ano letivo uma turma de 5º ano com o ensino integrado da música e dança, as inscrições estão abertas na secretaria da escola.