Alunos de Belmonte reclamam por melhores condições

Os alunos da Escola Pedro Alvares Cabral, em Belmonte estão hoje em greve e protestam contra o que consideram “condições precárias”, nomeadamente a falta de aquecimento e de abastecimento no bar da escola.

Segundo os estudantes, “a falta de aquecimento deve-se ao facto da direção do Agrupamento se recusar a arranjar a caldeira, sendo que os alunos e os docentes são obrigados a trazer mantas para poderem enfrentar o frio nas salas, por vezes com temperaturas negativas”. Outra revindicação prende-se com “a falta de comida e bebida no bar da escola. Os alunos têm falta de água, leite, sumos e até mesmo sandes no bar”.

Os alunos afirmam que já apresentaram queixa à direção do Agrupamento, mas a situação mantém-se, nesse sentido, convocaram para esta terça-feira uma greve geral, para protestar e demonstrar o seu desagrado perante o que consideram “condições precárias que os alunos e docentes do Agrupamento de Escolas Pedro Alvares Cabral Belmonte enfrentam”.

A direção da escola já admitiu ter um problema nas caldeiras e garantiu que amanhã toda a situação estará regularizada.