Revolução contra a Violência em Dia dos Namorados

Para milhões de pessoas em todo o mundo, o dia dos namorados é sinónimo de lutar contra a violência. Há 7 anos que se realiza a iniciativa “One Billion Rising”, com o objetivo de chamar a atenção para os números assustadores da violência contra as mulheres.

“Em todo o mundo, todos os anos, há mil milhões de mulheres que são agredidas”, esta é a realidade que as diversas organizações, em mais de 200 países querem alterar. Na Cova da Beira, “a revolução contra a violência” parte da CooLabora, gabinete de apoio à vítima, que “num evento relâmpago” a realizar a partir das 18:00 pretende ter na sua sede “quem queira manifestar o seu repúdio em relação à violência”. Graça Rojão, da organização alerta que “basta um bocadinho do dia” para fazer a diferença.

Os números da violência doméstica continuam assustadores. Em 2018 a CooLabora recebeu 122 novos casos, referentes à Cova da Beira, com a noção de “esta é apenas a ponta do iceberg”, salienta Graça Rojão, “porque há muito mais pessoas a precisar”, mas que “não dão o primeiro passo para pedir ajuda”. Num retrato das mulheres que procuram ajuda, a grande maioria situa-se na faixa etária entre os 35 e os 55 e na maior parte dos casos têm relação com o agressor.

Apesar do medo que ainda existe em pedir ajuda, “muito se tem feito nos últimos anos”, salienta Graça Rojão, com a certeza de que “há hoje mais mulheres a procurar ajuda que no passado”. Para a responsável, este é o motivo para os números conhecidos aumentarem. “Há cada vez mais condições para as vitimas apresentarem queixa e também mais pessoas que acham que têm o direito de viver uma vida em paz”. A CooLabora desafia a guardar meia hora do dia de hoje, para lutar contra a violência.