Covilhã cidade do π

Partindo do pressuposto de que a Ponte da Carpinteira deixa vislumbrar o famoso símbolo matemático, a Câmara Municipal da Covilhã e a Universidade da Beira Interior estão a coordenar um “vasto leque de atividades”, inseridas no “Festival da Matemática”, que engloba palestras, concursos, exposições, concertos, atividades científicas e artísticas variadas que decorrem de 13 a 16 de março.

Destaque para a estreia mundial da curta-metragem documental “Em Corpos”, produzida e realizada por Henrique Pina. “Em Corpos” une arquitetura, a dança contemporânea coreografada por Tânia Carvalho e o cinema numa exploração da relação espaço-tempo, tendo como cenário a ponte pedonal sobre a ribeira da Carpinteira, marcada para dia 13 às 22:00.

O primeiro momento do festival será a iluminação da Ponte Pedonal sobre a ribeira da Carpinteira, às 20:30 de dia 13, seguindo-se às 21:30, no salão nobre da Câmara Municipal da Covilhã, a sessão inaugural que contará com Vítor Pereira, presidente da Câmara Municipal da Covilhã, António Fidalgo, reitor da Universidade da Beira Interior e Manuel Joaquim Saraiva, professor aposentado da UBI/Comissão Dinamizadora.

A terminar este primeiro dia terá lugar a palestra “Os números na música“, por Luís Cipriano, presidente da Associação Cultural da Beira Interior, o evento conta com a participação do Coro Misto da Beira Interior.