1M para digitalizar arquivos da CMC e da UBI

A UBI e a Câmara Municipal da Covilhã formalizaram uma candidatura que visa a criação de um portal digital, para os arquivos das duas instituições anunciou, na quinta-feira, Vítor Pereira, Presidente da Câmara da Covilhã, na Assembleia Municipal.

Com este projeto as instituições pretendem que todos os documentos fiquem disponíveis, para o “acesso remoto por qualquer cidadão”, frisou o autarca, adiantando que “a execução da candidatura tem um prazo de 2 anos”.

O projeto está orçado em 1 milhão de euros, comparticipados a 85% por fundos comunitários, a componente própria será comparticipada “pelas duas instituições em partes iguais”. Prevê a aquisição de todo o equipamento e software necessário à sua implementação. Quando concluído, disse o autarca, “terá todos os documentos do acervo da UBI e da Câmara Municipal da Covilhã”. Vítor Pereira frisou que “há espectativas elevadas” para a sua aprovação, salientando “o promotor principal é a UBI, que tem aqui um papel relevantíssimo”.

Espera-se que a criação deste portal tenha “impacto no conhecimento científico, cultural e no património industrial e agro/pastoril”, com conteúdos sobre estes temas que ficarão “com livre acesso ao público”, esclareceu Vítor Pereira.