Lano kaj Neĝo pela Asta no New Hand Lab

Depois de um périplo pela região estreia amanhã, no New Hand Lab, a nova produção da Asta Teatro e Outras Artes, Lano kaj Neĝo, expressão em esperanto para “A lã e a Neve”.

A peça debruça-se sobre a obra de Ferreira de Castro “A Lã e a Neve”, “um símbolo para a identidade social e cultural da região da Beira Interior, para além de ser uma referência da literatura nacional”, justifica a companhia com sede na Covilhã.

Com direção de Miguel Pereira, Lano kaj Neĝo acompanha o percurso de Horácio, de pastor em Manteigas, ansiando um dia reunir as condições financeiras para poder ter a casa que sonha para viver com a sua família, até se tornar tecelão, numa fábrica na Covilhã e confrontar-se com a dura realidade do operariado.

Trata-se da adaptação de uma obra em que “Ferreira de Castro nos coloca perante a busca incessante dos homens e das mulheres por melhores condições de vida, esperando que um dia chegue esse tal “mundo novo” a que todos aspiram”, especifica ainda a companhia.

A peça é uma produção da Asta Teatro e Outras Artes, com direção de Miguel Pereira e a interpretação de Bruno Esteves, Carmo Teixeira e Sérgio Novo, vai estar em cena no New Hand Lab dia 23 e 25 de maio, às 21:30h e dia 26, às 16h.