“Higienizar as mãos pode salvar vidas”

É um facto que higienizar as mãos pode salvar vidas e foi para esta realidade que o Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira quis chamar a atenção, com a formação de uma mão gigante, nas suas instalações. Uma ação no âmbito do Dia Mundial da Higiene das Mãos, que se comemora, simbolicamente, no dia 5 do mês 5.

Ao som da música oficial da efeméride, “It´s in your hands”, uma centena de profissionais de saúde e utentes relembraram os passos fundamentais para uma correta e eficiente higienização das mãos.

À Rádio Covilhã, Leopoldina Vicente, responsável pelo Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e das Resistências aos Antimicrobianos (PPCIRA), no Centro Hospitalar afirma que “este deve ser o gesto prioritário a nível de cuidados de saúde”, acrescentando que “com essa simples medida” se faz mais do que com antibióticos. Afirma que é preciso ter sempre em mente que “as mãos que cuidam, também levam microrganismos”. “Higienizar as mãos nos momentos certos, é o gesto que salva vidas”, afirma.

Uma mensagem que a responsável pretende que esteja presente “não só nas instituições de saúde”, mas também “em todos os locais de trabalho”, colocando na sensibilização enfoque principal das ações que realizam com regularidade e em particular, na que efetuaram esta quarta feira.

O alerta vai também para a comunidade, recorda que “muitas doenças podem ser transmitidas pelas mãos”, até porque estamos num meio rural, reforça, afirmando que “é precisos explicar à população os riscos que corre, e dessa forma apostar na prevenção”.