Papel da UBI vai para Banco Alimentar e refeições sobrantes das cantinas para a Refood

As refeições sobrantes das cantinas da Universidade da Beira Interior vão reverter para a Refood e o papel para reciclar da academia vai ser doado ao Banco Alimentar Contra a Fome da Cova da Beira para ser transformado em alimentos. São dois dos aspetos mais visíveis fora das portas da UBI das parcerias estabelecidas no âmbito do programa “ser solidário” cujos protocolos foram ontem assinados.

Para além destas duas instituições a UBI formalizou ontem parcerias com outras da região com o objetivo de “reforçar e dar mais visibilidade” ao programa “Ser Solidário”, que arrancou no início deste ano letivo e que já permitiu distribuir cerca de “6 mil euros de ajudas a estudantes carenciados”, sublinhou a vice-reitora para a área de responsabilidade social, Anabela Dinis.

Depois de um ano zero, foi possível apoiar 7 alunos, o programa promete funcionar de uma forma mais “formal”, já a partir de setembro. Para além de ajuda o programa vai reforçar “o banco de voluntariado envolvendo alunos da UBI e as entidades parceiras que deles necessitem” e uma “loja solidária que embora já tenha funcionado este ano letivo, passará a ter uma capacidade diferente de dar resposta às necessidades”, frisou ainda a responsável.

O objetivo final deste programa de solidariedade é que “a verba e os estudantes ajudados aumentem”, e ao mesmo tempo “permitir que também a sociedade beneficie” reforça Anabela Dinis, esclarecendo que “embora de forma indireta todos saem a ganhar”.

A face mais visível de ajuda à comunidade fora da UBI é a doação das “várias refeições”, que todos os dias sobram nas cantinas da UBI à Refood Covilhã, que por seu lado se compromete a contribuir para o programa com alimentação para alunos que necessitem.

“Uma parceria que envolve três vertentes importantes, como alimentar, receber voluntários e receber excedentes alimentares”, disse Hunter Halder aos jornalistas, garantindo que “aumentando os voluntários pode aumentar-se a recolha de alimentos e logo ajudar mais gente”.

Já o Banco Alimentar Contra a Fome da Cova da Beira vai receber todo o papel que a UBI envie para reciclagem. Paulo Pinheiro estima que “este possa ser convertido em “uma a duas toneladas de alimentos por ano”.

Para além da Refood e do Banco Alimentar tornaram-se parceiros da UBI no “Ser Solidário” a AAUBI, a AJAS, a Happy Wish UBI, a Banda da Covilhã, a Casa do Pessoal da UBI, o Lions e Leo Clube da Covilhã e o Mundo da Carolina. As associações irão receber voluntários da UBI para as suas ações e comprometem-se “a angariar donativos para o fundo solidário, divulga-lo e captar novos parceiros”.