Homem identificado por crime de incêndio florestal na Covilhã

A GNR identificou um homem de 69 anos, pela prática de crime de incêndio florestal no concelho da Covilhã.

“Na sequência de uma denúncia em que estaria a deflagrar um incêndio florestal, os militares deslocaram-se de imediato para o local, apurando que o incêndio teve origem numa ação de limpeza realizada pelo proprietário do terreno, que utilizou para o efeito uma roçadora com fio de nylon” descreve a Guarda Nacional Republicana em comunicado.

O homem ainda tentou controlar as chamas até à chegada dos Bombeiros Voluntário da Covilhã e acabou por sofrer ferimentos ligeiros na face, adianta ainda a nota de imprensa.

O incêndio consumiu cerca de 1000 metros quadrados de área de mato da propriedade do identificado, não se propagando aos terrenos contíguos. Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial da Covilhã.