Leituras ao Ar Livre no Jardim Público da Covilhã

Leituras ao Ar Livre é uma iniciativa promovida pela Alma Azul e Biblioteca Municipal da Covilhã que vai decorrer às 17:00 no Jardim Público da cidade. Trata-se de uma “conversa aberta e informal” em redor de “três autores extraordinários que marcaram o século vinte português”, vinca a organização.


Raul Brandão estará em destaque com o seu livro “Os Pescadores”, mas sem esquecer uma das obras-primas da Literatura em Língua Portuguesa “Húmus”, que Raul Brandão publicou em três versões (1917, 1921 e 1926).


De Mário Sá-Carneiro a Alma Azul apresenta o conto “O Homem dos Sonhos”, emblemático título de um autor com dificuldades (sempre visíveis) de entrar na vida real.


“Eu não sou de ninguém” é um verso de Florbela Espanca, que a Alma Azul escolheu como título de uma Antologia de Sonetos de Florbela Espanca. Define a autora como sempre foi perante a vida: uma mulher de liberdade, numa sociedade moralista e avessa à expressão pública de sentimentos.


Será este o Material Literário para a Conversa na Covilhã, que terá ainda Leituras e a oferta de livros dos três autores escolhidos para a sessão.