Miradouro da Varanda dos Carqueijais proporciona “passeio” na paisagem

Está concluída a requalificação do Miradouro da Varanda dos Carqueijais. A obra será inaugurado a 20 de outubro, durante as comemorações do Dia da Cidade.

Este é o primeiro de um conjunto de 4 miradouros que a Câmara Municipal da Covilhã irá construir. Os restantes, no Altos dos Livros, Covão e Nave de Santo António já têm concurso aberto, anunciou o presidente da Câmara na sexta-feira, após a reunião do executivo em que o procedimento foi aprovado.


O novo miradouro transformou “um local emblemático e que não deixava ninguém indiferente” e que já era paragem obrigatória de quem subia à Serra, “em algo único”. Agora, “com uma arquitetura feliz que entra pelo vale”, será ainda mais atrativo, afirma Vítor Pereira.


O Miradouro tem um passadiço suspenso, que é o seu ponto fulcral, e permite ao visitante “uma experiência diferente de comunhão com a Cova da Beira que avista”.


A grande preocupação foi que todos os visitantes desfrutem da paisagem “de forma segura”, com uma obra que está “enquadrada na paisagem, sem que se constitua como um elemento dissonante”. No fundo, ajudando “a preservar a natureza”, porque a melhor forma de o fazer “é estar junto dela”, como este miradouro proporciona, disse ainda o presidente da Câmara.


O Miradouro tem percurso em vidro suspenso sobre a paisagem; um anfiteatro que segue a morfologia do terreno, e ainda uma plataforma de nível onde se poderá permanecer.


Associado a este espaço há ainda uma rota de percursos pedestres, que serão também inaugurados no âmbito das comemorações do aniversário da cidade.


O miradouro, e os percursos, representam um investimento de 270 mil euros, referiu ainda o presidente da Câmara.


Na reunião de sexta-feira da Câmara Municipal da Covilhã foram lançados os concursos para a construção de mais 3 miradouros que irão constituir uma rede que “irá valorizar o património natural do concelho e da região”, vinca Vítor Pereira.


Covão, Alto dos Livros e Nave de Santo António irão receber obras que irão “permitir paisagens únicas”, alguns “com vista a 360 graus por cima da Covilhã”, explicou ainda o autarca.