ANAFRE aprova moção contra portagens

O plenário Distrital da associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) aprovou este sábado uma moção onde defende a abolição de portagens na A23 e a construção do IC6 e IC31, na reunião participaram 22 freguesias de todo o distrito de Castelo Branco.

A construção dos dois itinerários complementares “são duas reivindicações justas e antigas das freguesias, já as portagens são um problema quase trágico para a região”, consideram “positivos os descontos, mas o objetivo é chegar à abolição”, defendeu Leopoldo Rodrigues, coordenador distrital da ANAFRE.

Para além das acessibilidades, na reunião o coordenador apresentou ainda propostas de juntas de freguesia que surgiram no decorrer de reuniões descentralizadas daquela estrutura, e que “demonstram a preocupação das freguesias com a melhoria do bem-estar das populações”. Uma dessas propostas prende-se com o funcionamento de postos de CTT nas juntas de freguesia, Leopoldo Rodrigues refere que “a proposta vai no sentido de as Juntas assumirem esse serviço e ao mesmo tempo negociar com o Banco CTT a colocação de caixas ATM sem custos”. Uma proposta que pode, no entanto, não passar devido a “constrangimentos legais”, referiu

No Distrito de Castelo branco apenas cerca de metade das freguesias é associada da ANAFRE, e apesar dos convites endereçados pela instituição, apenas uma freguesia não associada respondeu à chamada. “É necessário deselvolver esforços para efetivar a associação de mais juntas, para fortalecer o organismo”, concluiu o coordenador distrital.