CHUCB recebeu simulacro de incêndio

95% dos procedimentos previstos no plano de emergência do Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira foram seguidos no simulacro que ontem, ao início da tarde, decorreu naquela unidade de saúde.

Segundo Amândio Nunes, 2º Comandante Operacional Distrital da Proteção Civil “apenas um dos itens não terá sido seguido”, mas “o importante é que foi identificado e logicamente será corrigido”, referiu.

Nesta operação estiveram envolvidos os Bombeiros da Covilhã, GNR, PSP e Proteção Civil, em que foi simulado um cenário de incendio na ala de obstetrícia/ginecologia do Hospital Pêro da Covilhã, “um exercício fundamental para testar procedimentos e que decorreu muito bem”, disseram no final à nossa reportagem.

Em 12 minutos foram evacuados em segurança os 25 doentes internados naquela zona. Amândio Nunes reforçou à Rádio Covilhã que no CHUCB existem planos de emergência aprovados, estes exercícios servem “para na prática saber se os procedimentos que estão no papel de adequam a cenários reais”.

Também João Casteleiro presidente do conselho de administração do CHUCB considera estes exercícios “fundamentais para testar procedimentos”, até porque, “aqui lidamos com pessoas que estão fragilizadas, doentes, e esta parte da prevenção é deveras importante”, reforçou.

A escolha da ala de obstetrícia/ginecologia “não teve uma razão especifica”, explicou que já fizeram “vários simulacros, o próximo será noutra zona, e certamente com um cenário de mais gravidade porque também vamos melhorando os nossos procedimentos”.

Joaquim Matias, coordenador municipal da proteção civil, considerou no final do exercício que “se este correu bem tem a ver com a excelência da equipa de prevenção e segurança do Centro Hospitalar, que está altamente preparada”.

O próximo simulacro a realizar na unidade de saúde já tem local será realizado na ala de Psiquiatria.