Covilhã cidade do π

Partindo do pressuposto de que a Ponte da Carpinteira deixa vislumbrar o famoso símbolo matemático, a Câmara Municipal da Covilhã e a Universidade da Beira Interior estão a coordenar um “vasto leque de atividades”, inseridas no “Festival da Matemática”, que decorre até 16 de março, anunciou Regina Gouveia, vereadora com o pelouro da cultura na Câmara Municipal da Covilhã. Segundo a autarca trata-se de “um programa inovador”, que está a ser desenvolvido “por professores da Universidade da Beira Interior e de todas as escolas e agrupamentos da cidade”.

No âmbito do programa estão já a decorrer diversos concursos, nomeadamente de escrita, escultura, musica para os poemas elaborados, “bem como atividades científicas e artísticas variadas”, adiantou ainda a autarca, avançando que os resultados irão ser apresentados entre 13 e 16 de março, altura em que o festival “será mais direcionado para a comunidade”.

“Relacionar artes para a construção de um programa abrangente”, é o grande objetivo da iniciativa, salientou Regina Gouveia, anunciando que o “ponto alto irá acontecer a 14 de março, dia Mundial do π”.