Termo de Identidade de Residência para Militar da GNR

Um militar da GNR de Celorico da Beira foi detido na passada sexta-feira, acusado de abuso sexual de uma detida. Segundo nota de imprensa do comando territorial da GNR da Guarda, a investigação foi conduzida pela Policia Judiciária.

As diligências tiverem origem numa queixa feita por uma mulher, de 45 anos, que foi detida por militares daquele posto na quinta-feira. Na manhã seguinte, a detida formalizou uma queixa-crime nas instalações da PJ por, alegadamente, ter sido vítima de abusos sexuais, praticados por um GNR.

O militar foi presente ao Tribunal Judicial da Guarda, na sexta-feira, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência. Paralelamente, a GNR procedeu à instauração de procedimento disciplinar, tendo o militar sido, preventivamente, transferido para outro posto.