Torneio Diamantino Costa: Organização de excelência, competição e convívio

Os cerca de 500 jovens participantes, na 17ª edição do Torneio Diamantino Costa Cidade da Covilhã, “saíram satisfeitos da cidade” e esse é o ponto a que a direção da Associação Desportiva da Estação dá mais destaque.

A competição juntou no Complexo Desportivo da ADE 24 equipas nos escalões de sub-10, sub-11 e sub-12, a arbitragem foi coordenada por Carlos Xistra.

No final ergueram a taça em sub-10 o Sertanense, em sub-11 a Associação Cultural da Encarnação e Olivais e em sub-12, o escalão mais competitivo, o SL Benfica.

Um dos espetadores atentos do torneio foi o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias. Embora estivesse na qualidade de pai, acompanhou a filha cuja equipa acabou por vencer o escalão sub-11, não se escusou a responder às perguntas dos jornalistas. O governante considera que “este é um torneio muito bem organizado”, que dadas as condições que proporciona de competição e convívio “vai deixar boas memórias” e “fará com que muitos regressem à Covilhã”, frisou.

Assumindo o conhecimento que tem no distrito que o elegeu, Eurico Brilhante Dias não tem dúvidas que a ADE “é um clube formador”, e tem que se ter “uma palavra de reconhecimento pelo que tem feito pelas crianças do distrito”.

Elogios que foram também sublinhados por José Miguel Oliveira, vereador com o pelouro do desporto da autarquia. “A organização da ADE é impecável” referiu, dando conta que conseguir “este feito tem de ser enaltecido”. Para José Miguel Oliveira a “moldura humana foi fantástica, excelentes futuros jogadores”, num torneio que “largamente ultrapassou as expectativas”.

Elogios que chegaram também das equipas participantes no torneio o que “enche de satisfação” a organização, sublinhou Paulo Ramos, presidente da direção do clube, afirmando que “a nível nacional o torneio da ADE marca pela diferença para melhor”.

O dirigente realça a competição salutar, principalmente no escalão sub-12, em que estiveram os quatro ditos grandes, SL Benfica, Sporting, FC Porto e Sp Braga, o que “para os nossos atletas e para os atletas da região é muito bom, uma vez que não têm muitas oportunidades de jogar contra estas equipas”.  Para o líder da ADE o torneio “foi bom, proveitoso e promoveu a cidade, que é também um dos objetivos do clube”, frisou.

O patrono desta edição 17 do Torneio de Homenagem a Diamantino Costa, antigo dirigente do clube, foi Joanito, atleta que começou a sua carreira no clube em 1978.