Aero@UBI melhora marca e vence Prémio Economia Circular na Eco Maratona Shell

A equipa Aero@UBI esteve em grande destaque na edição deste ano da Eco Maratona Shell, dentro e fora de pista. Superou em quase 100 km a marca alcançada em 2018 e manteve o 6.º lugar da classificação geral, que lhe dá acesso direto à prova do próximo ano. Recebeu ainda o Prémio Economia Circular, com o veículo integralmente construído na Universidade da Beira Interior (UBI), com recurso aos laboratórios e inovação tecnológica desenvolvida na academia.

Depois de uma série de contratempos verificados no decorrer da prova, a Aero@UBI conseguiu percorrer 612 km na pista situada em Londres, gastando apenas 1 kWh. No total, foram mais 93 km que no ano passado, em que a equipa ubiana totalizou 519 km, com a mesma quantidade de energia.

O resultado permitiu à equipa constituída por estudantes do Departamento de Ciências Aeroespaciais (DCA), coordenada pelo docente e investigador Miguel Silvestre, manter o 6.º lugar da classificação final, na categoria “Protótipos” (classe dos elétricos a bateria), numa prova que junta as mais prestigiadas escolas de engenharia do continente europeu.

Além da melhoria verificada em pista, a Aero@UBI foi a vencedora do Prémio Economia Circular, galardão à melhor integração do conceito em aspetos como o desenvolvimento do projeto e/ou processo de produção, funcionamento ou desmontagem do veículo.

O objetivo do prémio é incentivar os alunos a pensar no conceito de economia circular na engenharia de materiais, produtos e serviços para soluções industriais e de consumo real. O prémio resultou na atribuição de um valor de 2.500 euros.

A equipa deste ano foi constituída por 20 alunos, dos cursos de Mestrado Integrado em Engenharia Aeronáutica e de Doutoramento em Engenharia Aeronáutica.

Esta foi a quinta participação de elementos do DCA na prova internacional dedicada à eficiência energética, na qual tem melhorado a marca final, todos os anos.

A Eco Maratona Shell teve lugar entre os dias 2 e 5 de julho.