Educação: CMC reduz mensalidades

A Câmara Municipal da Covilhã aprovou, na última sexta-feira, os novos critérios de organização e funcionamento das atividades da componente apoio à família (CAF), que englobam uma diminuição das mensalidades a pagar pelo prolongamento de horário, tanto no pré-escolar como no 1º ciclo do ensino básico, que agora também passa a ter a gestão do município.

São reduções “significativas” frisa Vítor Pereira, presidente do município, especificando que “o 1º escalão vai continuar isento de pagamento, o segundo passa de 15 para 10 euros, o 3º baixa de 30 para 20, o 4º de 60 para 45 e o 5º de 90 para 70 euros”, explicou.

Referir que estes serviços visam assegurar o acompanhamento e a supervisão das crianças, a dinamização de atividades, antes e depois do horário escolar e ainda durante as interrupções letivas e férias escolares, nos casos em que os pais não possam assumir essa responsabilidade.

Entre outras alterações, salientam-se, também, a definição de um número mínimo de 10 crianças para o funcionamento, no estabelecimento, dos referidos serviços de apoio e o valor mensal fixos para as comparticipações das famílias.