Ricardo Soares: “Resultado injusto”

O Sporting da Covilhã sofreu ontem a primeira derrota da época ao perder, em casa, por 2-3 frente ao Leixões.

Depois de uma primeira parte sem grandes ocasiões de golo de parte a parte, a segunda metade foi de emoções fortes. Três minutos depois do início do segundo tempo, André Claro punha os homens do mar na frente com um golo de belo efeito.

O jogo, que por esta altura já era de emoções fortes, voltou a ficar empatado quando Deivison, acabado de entrar, com um remate fora da área, fez o primeiro dos serranos. No entanto, a alegria esmoreceu 11 minutos depois quando, num canto, o Leixões voltaria a passar para a frente. (A liga atribuiu o auto-golo a Kukula).

O Covilhã, novamente em situação de desvantagem, acreditou e quem mais que Adriano para restabelecer a igualdade ao minuto 76, desfeiteando Stefanovic com um remate de primeira, dentro da grande área.

O balde de água fria chegaria já depois da hora. Ao minuto 92, Jaime Graça, sozinho na grande área, cabeceou para o 2-3 final, impondo a primeira derrota da época aos serranos.

O treinador do Leixões, Carlos Pinto destacou o calor que se fez sentir ontem na Covilhã, que obrigou a outras medidas até porque os seus jogadores sentiram dificuldades.

Ricardo Soares, por seu lado, destacou o excelente jogo de futebol e a injustiça do resultado.

O Covilhã desloca-se até Chaves no próximo sábado, para a sexta jornada da II liga, da qual é líder.