Depois do êxito deste ano magia do “Pi” promete regressar

Durante 3,14 dias, ou como refere a organização, durante “pi dias”, a matemática e o número “pi” estiveram em destaque em todo o concelho da Covilhã. A organização do evento “Covilhã cidade do Pi” mobilizou todas as escolas do concelho para a participação nas atividades e que se estendeu a toda a comunidade. No final dos “pi dias”, a organização faz um balanço “muito positivo” desta primeira edição, “que colocou em definitivo a Covilhã como a cidade do pi, fazendo justiça ao ícone que é a ponte pedonal da Carpinteira”, símbolo deste festival, disse à Rádio Covilhã António Saraiva, da comissão organizadora.

A grande força do festival adianta ainda o responsável, foi “o facto de mobilizar as escolas”, e dentro das escolas “todos os departamentos se mobilizaram” e a cidade “também despertou”. António Saraiva afirma mesmo que alguns dos momentos do festival foram “comoventes”.

Esta primeira edição encerrou no sábado, à meia-noite, 3 dias, 1 hora e 4 minutos depois de ter começado. A organização está já a perspetivar o que poderá ser a do próximo ano, “há algumas atividades que decorreram este ano e que poderão ser melhoradas” disse Guida Dias, que também integra a comissão organizadora, acrescentando que há muitas ideias, “algumas não foi possível por em prática este ano, mas temos os próximos para as realizar”. A responsável frisa ainda que “a autarquia já mostrou abertura para que possamos realizar o próximo festival e a cidade também já está à espera”.