Penta Clube da Covilhã alfobre de campeões

O Penta Clube da Covilhã continua a colecionar bons resultados, “o que é motivador para o trabalho que se desenvolve no dia-a-dia”, disse à Rádio Covilhã o presidente da direção Nuno Gravito.

O responsável afirma que “não é fácil gerir um clube que tem 5 modalidades, algumas divididas noutros formatos, como é o caso do pentatlo, e ainda com modalidades autónomas, “o que faz com que todos os fins-de-semana, o Penta Clube esteja em competição, em vários pontos do país” salienta.

As dificuldades são “acrescidas” pelo facto de o clube “não ter carrinhas e ter que recorrer ao aluguer”, frisa o responsável, acrescentando que ainda assim essas dificuldades são “minimizadas” com o protocolo que existe com o Águias do Canhoso, que “empresta sempre que possível o seu transporte”. Nuno Gravito salienta que uma carrinha minimizava em 30% “os obstáculos que o clube tem”.

Outra das grandes dificuldades do clube prende-se com a sede social, uma sala na Central de Camionagem da Covilhã, que serve para o trabalho diário do clube, “mas não para a sua vivência social e visibilidade para o público e sócios”, explica o responsável realçando que “uma outra, seria um motor para o crescimento do clube”.

Em termos de treino, o Penta Clube teve que sair do espaço em que treinava há 8 anos, estabeleceu agora um protocolo com o Conservatório de Música da Covilhã para utilização das suas instalações, enquanto “proporciona condições favoráveis para os alunos praticarem pentatlo”, explica.

Um clube que no seu palmarés tem vários campeões nacionais, nos diversos escalões e nas várias modalidades que praticam. Alguns dos seus atletas têm já estatuto de internacionais, representando a seleção nacional em competições europeias e mundiais.