Terminou a greve dos motoristas de matérias perigosas

A greve dos motoristas de matérias perigosas terminou hoje de manhã, depois do sindicato e da Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) terem chegado a acordo, ao início desta manhã.

A decisão foi tomada devido à garantia, por parte da ANTRAM e do Governo, de que iriam dar início às negociações para um acordo coletivo de trabalho e que haveria um desfecho para esse compromisso até ao final do presente ano, explicou o vice-presidente do sindicato, citado pela TSF.

Pardal Henriques constata que, em apenas três dias, o país ficou num “estado de calamidade” e que se a greve se prolongasse a situação ainda iria piorar. O sindicalista considera que ficou claro para o país qual a importância destes profissionais.

O Presidente da ANTRAM explica que, a partir desta tarde, os motoristas de matérias perigosas já estarão a fazer turnos completos, mas que é normal que o volume de combustível para os próximos dias “ainda não seja o que todos esperaremos”. Os motoristas esperam que a situação comece a normalizar a partir da próxima segunda ou terça-feira, avança ainda a TSF.