GNR e Infraestruturas de Portugal cooperam para diminuir sinistralidade rodoviária

Para assinalar o Dia Europeu da Segurança Rodoviária, que se assinalou esta quinta-feira, a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Infraestruturas de Portugal, S.A. (IP), celebraram um protocolo que marca o início de uma campanha de âmbito nacional designada “Vamos Refletir”, que visa a prevenção e redução da sinistralidade que envolve os utilizadores mais vulneráveis da via, como as crianças, idosos e ciclistas.

Com a campanha “Vamos Refletir” pretende-se que, por um lado, a sociedade reflita sobre a nefasta problemática da sinistralidade rodoviária e da necessidade de proteger os utilizadores mais vulneráveis, e por outro, que este público-alvo tenha consciência dos perigos a que estão expostos nas vias rodoviárias, sendo imprescindível a adoção de comportamentos seguros, assim como a importância da utilização de equipamentos refletores, que incrementem a sua visibilidade.

Esta parceria entre a GNR e a IP, compreende um conjunto de ações de sensibilização a desenvolver ao longo do ano, em vários pontos das vias rodoviárias nacionais, mas também junto de escolas, centros de dia, utilizadores de bicicletas, grandes eventos, entre outros.

Recordar que no ano de 2018, a GNR registou 3 950 atropelamentos, que provocaram 70 vítimas mortais e 202 feridos graves, o que representa um aumento de 11%, no número de vítimas graves, relativamente ao ano anterior, merecendo destaque o facto de 75% das vítimas mortais, terem mais de 50 anos.