Orquestra Sem Fronteiras estreia-se em Idanha a 22 de março

O Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova, recebe no dia 22 de março (sexta-feira), às 21h00, o espetáculo de estreia da recém-criada Orquestra Sem Fronteiras (OSF), com entrada livre.

Apresentam-se em palco 42 jovens músicos provenientes de oito escolas de Portugal e Espanha, da raia ibérica, estudantes e profissionais, entre os 14 e os 24 anos, quase todos, de escolas de música da Beira Interior, mas que chegaram também do outro lado da fronteira. Serão dirigidos pelo maestro Martim Sousa Tavares, e com André Gaio Pereira como concertino convidado.

A OSF constitui um projeto inovador na Península Ibérica, nomeadamente no contexto raiano, e visa proporcionar oportunidades a jovens músicos que pretendam fixar-se no interior, para que não tenham de deslocar-se para os grandes centros urbanos, ou para o estrangeiro, para desenvolverem a sua atividade profissional.

O objetivo é levar música e cultura, de forma gratuita, e sem comprometer os níveis de qualidade, a uma população muito extensa espalhada, para já, por 20 localidades que vão receber os primeiros concertos até ao final do ano.